top of page
original-824cbbaaa52136845d7a9089a2767361.jpeg
Buscar

Higienização em açougues – Uma solução simples que pode aumentar suas vendas!

É consenso que a higienização do açougue é de grande importância devido à natureza de seu produto final, que tem grande potencial de contaminação por agentes microbiológicos patogênicos, porém outra vantagem que a higienização adequada no setor traz é: limpeza vende, e vende muito.


Quando chegamos em um açougue com o intuito de comprar algo do gênero é inevitável não avaliarmos a limpeza como um todo, ocorrência de mosquitos, asseio pessoal dos funcionários, limpeza das bancadas, tábuas, etc., se identificamos que o açougue é desorganizado, com resíduo de carne nas paredes e na bancada, expositores sujos e danificados, evitamos a compra, pois como dito anteriormente: é consenso que a higienização é de grande importância. Essa primeira impressão que o cliente tem em relação ao açougue seria um julgamento de forma direta, onde o próprio cliente dentro do seu poder de tomada de decisão optaria pela compra ou não.


Mas há um detalhe proporcionado pela limpeza mais sutil e mais poderoso: a qualidade do produto final. Seu açougue pode estar extremamente limpo, bancadas perfeitas, funcionários bem capacitados, todo o conjunto de boas práticas que contribuem para a tomada de decisão direta do cliente no balcão, mas e se a carne estiver com uma contaminação química? (veja nosso artigo fragrância x cheiro).


A contaminação química nem sempre é perceptível aos olhos, mas altera o sabor da carne gerando características desagradáveis como o “gosto de sabão”. Se o cliente consome o produto nesse estado ele nem sempre irá reclamar no seu estabelecimento, mas com certeza irá influenciar todas as pessoas do seu círculo social fazendo com que todas elas evitem seu açougue manchando sua reputação e, indiretamente, perdendo vários clientes.


Mas então, como higienizo meu açougue? Como mantenho uma boa aparência no setor para meus clientes sem contaminar meu produto? Nos parágrafos a seguir responderemos essas perguntas com procedimentos e produtos projetados especificamente para seu setor.


De início, salientamos que o estado de Minas Gerais dispõe a resolução 7.123, de 20 de Maio de 2020, que divulga o Regulamento Técnico de Boas Práticas para estabelecimentos que realizam o comércio varejista de carnes, que orienta todo o procedimento de estrutura, higienização e procedimentos do açougue, documento que pode servir como base para auditoria de órgãos de fiscalização.


Na prática, utilizamos dois produtos: o Cloroclean Foamy para a limpeza molhada e o Peroxy Protein Remover para limpeza úmida, ou seja, um para a limpeza pesada e outro para limpeza de manutenção. Ambos os produtos têm laudo de eficácia conta E.Coli, Salmonella e Staphylococcus, inibidores de corrosão e poderosos tensoativos capazes de remover qualquer resíduo de gordura e proteína.


Mas por que um para a limpeza pesada e outro para a limpeza de manutenção? Não poderia usar apenas um? A resposta não é tão simples, pois sim, pode-se optar por apenas um produto, que seria o Peroxy Protein Remover, mas o açougue não é composto apenas de bancadas, pisos e paredes, mas possui também caixas plásticas, equipamentos, utensílios, etc.


A combinação de ambos torna a higienização mais produtiva e mais barata, visto que o Cloroclean Foamy possui um blend de tensoativos, um alto teor de cloro ativo estabilizado e aditivo de espuma, que facilita sua aplicação em superfícies verticais e no teto, mas inviabiliza seu uso na limpeza de manutenção, pois torna o enxágue obrigatório. Já o Peroxy Protein Remover, não requer enxágue, exceto nas superfícies que terão contato direto com o alimento, nesse caso, o enxágue pode ser feito com um pano multiuso úmido, tornando a operação de higienização bem simples.


Com o procedimento simplificado, os colaboradores poderão higienizar superfícies como balanças e bancadas mesmo com um alto fluxo de clientes, mantendo o ambiente limpo e, o principal, o Peroxy Protein Remover elimina profundos resíduos de sangue, impedindo que moscas sejam atraídas para o ambiente.


Quando visitamos um açougue percebemos que a grande maioria dos colaboradores têm a intenção de manter o ambiente limpo e organizado, porém carecem de recursos para conciliarem suas atividades de atendimento com os procedimentos de higienização, sendo essa colocada em segundo plano e executada apenas como uma única limpeza pesada no final do expediente.


A higienização com a qual trabalhamos não são apenas produtos, mas um sistema integrado personalizado para seu setor, sistema tal que consiste em capacitação, procedimentos, equipamentos e produtos especificamente projetados para eliminar microrganismos, maus odores e garantir a qualidade do seu produto final.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page